Coloca “Dog Days Are Over” para tocar e vai viver

por Mariana Zirondi

ps: esse texto deve ser lido com “Dog Days Are Over”, de Florence + The Machine

Pegue um balde, coloque sabão e não se esqueça da água sanitária. Separe uma bucha, desinfetante e um recipiente menor. Panos secos vão ajudar. Com todos os componentes em mãos, por favor, abra a porta do seu banheiro e coloque “Dog days are over” para tocar.

Entre com o sabão, com a bucha, com a força dos seus braços esfregando diretamente o azulejo. Ensaboe com propósito. Em seguida, pegue o recipiente menor para ajudar a espalhar a água por toda a parede. Deixe o box brilhando. Foco nos cantinhos que sempre juntam lodo. Coloque seus joelhos no chão e mundifique como se nunca tivesse ali pisado.

Tire as impurezas e espalhe toda a água limpa que puder. Veja a espuma brotar do chão e se multiplicar ao ponto de achar que ela está fora de controle. Novamente, coloque água. E mais água. E jogue um pouco mais de água também. E então observe que o ralo vai absorver o que não pertence àquele lugar e sugar o que não deve ficar ali.

Aos poucos, tudo vai ser enxugado, porque os panos secos estão ali para ajudar. Gota por gota vai desaparecendo, e o cheiro deixado pela água sanitária jogada no vaso vai disseminar um ar de limpeza característico de faxinas de Natal realizadas pelas mães anualmente.

Aos poucos, ao tomar distância do cômodo, você vai perceber que “Dog Days Are Over” já repetiu, pelo menos, umas dez vezes. E que não existe nada mais libertador do que lavar o banheiro em dias difíceis.

A gente passa os dias depositando várias impurezas que não nos pertencem e nem ao menos paramos para pensar que elas não fazem parte daquele lugar. Até que um dia, daqueles que não é mais possível conviver com tamanha sujeira, a gente decide que chegou a hora de fazer uma bela faxina. Acordamos focados em determinar o que vai ou não para o ralo.

Pode parecer impossível quando se está no meio da confusão enxergar um caminho de clareza. E realmente será. É desconstruir muita coisa que te fez chegar até ali e que fazia tanto sentido há algum tempo atrás. É abrir mão do que se sonhou e lidar com a frustração de não se viver mais aquilo que planejou.

E os dias vão ser difíceis. Você vai se levantar sem entender porque raios está vivendo aquela confusão que jurou nunca mais se meter. Não vai ver saída apesar de saber que uma hora tudo vai entrar no lugar. A angústia vai tomar conta, vai te sufocar ao ponto de te fazer gritar. E ao gritar, seja com ou sem voz, você vai deixar ir.

É nesse momento que o Spotify da vida é conectado e “Dog Days Are Over” começa a tocar. Já reparou o que acontece com as pessoas quando essa música recebe o play em qualquer lugar que seja? Não existe quem fique parado. Não existe quem não tenha vontade de dançar. Não existe quem não imagine sua vida passando em um power point com tópicos bem escritos. E vai ser naquele instante em que a música fica lenta, perde força, que você talvez acredite que não vai ter mesmo solução. Mas é quando ela explode de novo gritando que “Dog Days Are Over” que você se lembra que vai dar sim para botar fim nesses dias difíceis.

Vai ser possível encontrar ali a força que precisa para entrar no banheiro e fazer aquela faxina completa. Deixar tudo ir pelo ralo. Deixar que tudo isso vá embora. E assim, quando ficar tudo limpo, você vai voltar a usar. E acumular. E bagunçar. De novo. Porque lavar o banheiro é um caminho sem volta para a própria felicidade, mesmo que ele venha a se sujar de novo.

Um comentário em “Coloca “Dog Days Are Over” para tocar e vai viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s