Dez lições que aprendi ouvindo Sandy & Junior

por Mariana Zirondi

Foram anos de um amor sem fim chamado Sandy & Junior em uma época em que as limitações digitais me permitiram viver esse relacionamento intensamente, sem distrações. E só me dei conta de que não estava sozinha quando me vi em uma fila com 400 mil pessoas para comprar um lindo ingresso para assistir, pela primeira vez, meus ídolos de infância ao vivo.

Fiquei ouvindo todos os discos de novo, revivendo as emoções de cada letra e entendi que Sandy & Junior ajudou uma geração a formar seu caráter e ensinou muita gente a viver. E como não poderia ser diferente, escolhi 10 lições que aprendi com a dupla mais amada desse Brasil. 

A primeira delas veio logo cedo e trouxe como tema central a parceria. Dançando Dig-dig-joy dig-joy-popoy é possível entender que a amizade é uma corrente criada quando você faz o que o do lado fizer, mas cada um copia da maneira que puder, porque a empatia é o segredo para manter os amigos sempre por perto.

A segunda é bem simples: cedo ou tarde, pular será uma realidade para você. Seja brincando, seja no Carnaval, seja no final do mês com alguns boletos atrasados. Dê seus pulos porque só assim você consegue sentir a magia.

A terceira cabe como uma luva no empoderamento. Bye-Bye mostrou que uma hora você precisa por um ponto final, olhar para o ex-crush e dizer: não me enrole, não me use, fique longe e não abuse. Afinal, não é não.

A quarta não poderia, sendo assim, estar em outra canção. Quem sempre acreditou em Maria Chiquinha sabe que ela realmente estava cortando lenha com a filha de Sá dona, que tinha saias amarradas na cintura enquanto comia um jamelão que deu fora de época. A grande confusão só aconteceu mesmo porque Genaro era machista, ciumento e claramente tínhamos ali mais um triste caso de relacionamento abusivo que acabou em feminicídio.

E apesar da bad do parágrafo anterior, a quinta lição é com o tema favorito da dupla: o amor. Quando o beijo na boca não era uma realidade ainda, eu já sabia que o coração faz turu turu quando o crush passa e as vezes vivemos uns negócios tão bons que parece ilusão, se tornando impossível explicar ou cantar em uma canção.

Aprendi a duras penas, com o sexto tópico, que estranhos jeitos de amar nos fazem discutir em vão só resultando em desencontro, mágoa e dor. Mas a gente insiste, manda um “Oi Sumido”, volta e tenta fazer o tempo curar, mesmo que ele seja um embuste.

Reboladas daremos em sétimo lugar não só para ficar com o mozão, mas para aguentar o mesmo e todos os desafios que os relacionamentos nos proporcionam. E também para permanecer nos empregos, terminar o TCC, suportar as tias no Natal e as piadas do pavê no Ano Novo.

A oitava deu logo um tapa na cara avisando, com bastante antecedência, que essa vida de aparência nas redes sociais é uma mentira das grandes. Afinal, os heróis podem sim sangrar e devemos ser mais do que alguém que sai em Stories e mais do que um rosto no Instagram.

Com a nona lição entendi que a desilusão ia chegar para mim. E apesar de nada ser por acaso, talvez você vá se declarar e mostrar que sim está disposto a conquistar, mas tem gente que tem medo de se entregar. Mas faça essa declaração, porque quando a gente ama, vale a pena arriscar. E nunca se esqueça: o problema pode não ser você realmente.

E, por fim, em décimo lugar, a maior verdade que Sandy and Junior poderiam me contar: é assim, só ilusão, a sina de quem ama e se entrega à paixão. Algumas pessoas simplesmente não merecem o seu amor, sabe? Porque a indiferença foge com a nossa paz, faz os sonhos se perderem e precisamos confessar que o amor foi desperdiçado sim e ‘você vai me procurar, não volto, não não’. (começa aqui o meme “é verdade esse bilete”). 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s